A atividade da indústria brasileira continuou a se expandir em janeiro, puxada pelo aumento de novas encomendas, que exibiu o ritmo mais rápido em 11 meses, de acordo com o HSBC. O Índice de Gerentes de Compras (…) do setor, (…), subiu para 50,8 pontos no mês passado, de 50,5 em dezembro, feitos os ajustes sazonais.

O indicador mede a atividade da indústria levando em conta itens como produção, emprego, encomendas e preços, (…). Leituras acima de 50 indicam expansão e, abaixo, contração da atividade.

FONTE: VALOR ECONÔMICO, 03/02.