Após quatro anos de testes com 50 caminhões na Suécia, a Scania divulgou que o caminhão operado com bioetanol ED95 alcançou a menor emissão de CO2, aproximadamente 70% de redução, obtendo larga vantagem em comparação a outros combustíveis alternativos.

Para fazer a comparação a fabricante colocou os 50 caminhões para rodar em Estocolmo, na Suécia. Além dos veículos movidos a bioetanol (em motor ciclo diesel), também foram testadas alternativas bicombustível diesel-gás natural (metano) e diesel-elétrico (híbrido), dentro do projeto nomeado “Caminhão Limpo” (The Clean Truck Project).

Os caminhões movidos a bioetanol são operados pela empresa de transportes Kyl-och Frysexpressen, que leva produtos frescos para varejistas de alimentos na região de Estocolmo. Segundo o diretor geral da transportadora sueca, Robert Barkensjö, após alguns anos de testes o resultado era claro. “Dentre as opções existentes, simplesmente não há razão para olhar para qualquer outra solução que não o bioetanol”, afirma o executivo. Ele conclui dizendo que não há diferença de desempenho, dirigibilidade e operação de um caminhão movido a diesel fóssil para outro abastecido com o biocombustível.

FONTE: AUTOMOTIVE BUSINESS 13/02