Apesar do forte aumento da despesa no ano passado, bem acima do crescimento do PIB, o gasto do governo com investimento ficou praticamente estagnado. (…)

Mansueto Almeida, especialista em contas públicas, destaca que, (…), os gastos do governo continuam bastante centrados na área social, o que deixa pouco espaço para um aumento vigoroso do investimento. (…). Os gastos dos ministérios, como Transportes, foi 5,8% menor nos onze primeiros meses de 2013 do que em igual período de 2012. (…).

FONTE: VALOR ECONÔMICO, 29/01.