A complexidade da gestão de supply chain é consequência da necessidade de planejamentos detalhados em todas as fases da cadeia e o grande número de variáveis que influenciam nas decisões estratégicas. Em tempos de baixo crescimento econômico, para alcançar os melhores resultados e otimizar processos, os gestores precisam conhecer todas as etapas e entender quais são os principais gargalos do setor. Os avanços tecnológicos aliados às metodologias ágeis já permitem que os departamentos de compras ganhem mais eficiência, economizem em tempo e reduzam custos. O mercado já fornece soluções que além de trazer eficiência ao fluxo, possibilitam um melhor controle e visibilidade dos processos, promovendo a transparência e facilitando auditorias, o que diminui os riscos de fraudes.
Carlos Campos, sócio diretor da Nimbi, empresa especializada em soluções para a cadeia de suprimentos, aponta quatro práticas que otimizam os resultados na cadeia de suprimentos. São elas:
1. Use o processo colaborativo a seu favor para planejar a demanda;
2. Não dependa do feeling para planejar seu estoque;
3. Cada etapa precisa de planejamentos específicos;
4. Visualização é a melhor prática para acompanhar a execução;

 

Para mais informações, clique aqui.

Fonte: Mundo Logística, 23/05/2017