O Brasil tem uma frota de aproximadamente 440 mil veículos de transporte de cargas e de passageiros com mais de 30 anos, ainda em circulação. Desse total, cerca de 230 mil são caminhões. O restante corresponde a comerciais leves e ônibus. São modelos que, por terem a tecnologia ultrapassada, poluem mais e aumentam o risco de acidentes nas estradas. Assim, a renovação da frota é considerada como uma das medidas essenciais para promover o ganho da sustentabilidade ambiental da atividade transportadora.

Estimativa da Confederação Nacional do Transporte aponta que, assim, seria possível reduzir em 10% o consumo de combustíveis. Somado às novas tecnologias, isso é capaz de diminuir significativamente as emissões de poluentes que resultam da queima do diesel.

FONTE: CNT, 09/06.