As chuvas ocorridas nos últimos dias no Rio Grande do Sul favoreceram o desenvolvimento das culturas de soja e milho, o que levou o governo (…) a manter as suas previsões de safras de verão apesar de um período seco em janeiro.

As precipitações, mesmo que “esparsas e irregulares”, beneficiaram especialmente da soja, que está majoritariamente em formação e enchimento de grão, fases em que a planta precisa de água, segundo relatório divulgado nesta quinta-feira (20) pela Emater (…).

FONTE: NOTÍCIAS AGRÍCOLAS, 14/02.